Você está aqui: Página Inicial > Conhecimento Científico > Biblioteca > Histórico

Histórico

O primeiro indício da criação da Biblioteca General Cordeiro de Farias aparece no relatório da Missão Militar Americana[1] no Brasil, datado em 1º de outubro de 1948. Nele os conselheiros americanos mostravam a convicção de que o sucesso da Escola Nacional de Guerra, que posteriormente veio a ser criada como Escola Superior de Guerra, dependeria do aproveitamento individual pelos alunos de uma biblioteca, na qual deveriam estar contidos os melhores livros de consulta que abordassem diversas áreas do conhecimento, não ficando restrita apenas a títulos militares.

      A biblioteca foi criada no ano seguinte, 1949. Atualmente seu acervo é composto por mais de 26.000 livros, 70 títulos de periódicos, mais de 25.000 publicações ESG, 7900 mídias, e uma pequena mapoteca. O acervo está concentrado nas áreas de:

 

  • política;
  • economia;
  • militar;
  • psicossocial;
  • científica; e
  • tecnológica.

 

Mais de 60 anos se passaram desde a criação da Escola e, diante das suas novas aspirações, principalmente àquelas relacionadas à da Portaria Normativa Interministerial Nº 1, de 26 de Agosto de 2015, que dispõe sobre a equivalência de cursos nas instituições militares de ensino e na Escola Superior de Guerra em nível de pós-graduação lato sensu, torna-se fundamental manter a qualidade do serviço da Biblioteca.